Comitê da Região Hidrográfica da Baía de Guanabara e dos Sistemas Lagunares de Maricá e Jacarepaguá

O CBH Baía de Guanabara realiza reuniões sobre o Complexo Imunana-Laranjal

Reunião realizada pelo Comitê e entidades relacionadas ao Complexo Imunana Laranjal, no dia 29 de janeiro.

O Comitê da Região Hidrográfica da Baía de Guanabara e dos Sistemas Lagunares de Maricá e Jacarepaguá (CBH-BG), dentre suas atribuições e a pedido do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (GAEMA-MPRJ), vem realizando reuniões extraordinárias entre municípios e entidades sobre o complexo Imunana-Laranjal. O intuito é promover a articulação entre os envolvidos com foco na solução de questões importantes como o reflorestamento de áreas de preservação permanentes da região, a manutenção de suas comportas e o monitoramento hidrológico da qualidade da água antes e após a barragem do canal.

Os encontros vêm alcançando bons resultados e encaminhamentos iniciais já foram acordados entre as partes. Ficaram decididos os pontos de monitoramento hidrológicos, seus parâmetros e periodicidade, bem como o reflorestamento de áreas de preservação permanentes do complexo; falta agora articular a questão da manutenção de suas comportas. As reuniões organizadas pelo Comitê tiveram a presença de membros da sociedade civil dos municípios de Cachoeira de Macacu e Maricá, representantes do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), do Movimento Pró-Restinga, do Fórum Nacional da Sociedade Civil nos Comitês de Bacias Hidrográficas (FONASC), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Associação Rio Ambiental, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro (EMATER RIO), do GAEMA e da Área de Proteção Ambiental (APA) Guapimirim.

O Complexo Imunana-Laranjal é um sistema de abastecimento público de água que abastece os municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Ilha de Paquetá e parte de Maricá, fornecendo abastecimento hídrico para cerca de um milhão e meio de pessoas. A sua gestão é de responsabilidade da CEDAE e a sua captação de água é feita a partir dos rios Macacu e Guapiaçu, tendo uma vazão de cerca de 5.500 l/s.

28/02/2019
COMUNICAÇÂO AGEVAP
Telefone: (24) 3355-8389
E-mail: comunicacao@agevap.org.br

Informações para Contato

AGEVAP- Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul
Rua da Quitanda, 185 - sala 402
Centro, Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.091-005
(21) 97374-3674

Emails de Contato do Comitê:

Contato Central do Comitê

Diretoria do Comitê

Secretaria Executiva

Parceiros do CBH BG